quinta-feira, 2 de julho de 2015

Pirâmide de enigmas doces

         Olho sempre para ti, e faço isso com aquele mesmo olhar de quem deseja penetrar-te em teu âmago.  Conhecer-te é difícil, afinal, tu és uma complexidade de mulher simplesmente enigmática.

         Vejo-te agora como uma pirâmide de enigmas doces e difíceis de penetrar, mas, tua beleza corporal e tua firmeza de espírito me encorajam a querer desvendar-te.  Teu amor é tudo que mais anseio, ter-te em meus braços seria como receber uma dádiva alegre da vida.

         Agora apenas peço-te permissão para que eu possa adentrar na casa de cristal de tua existência, permita, oh, minha dulcíssima senhora, perpetuar os meus dias amando-te com todo o fervor do meu coração.  Não adianta tentar fugir de mim, afinal estou seguindo-te atentamente, movido pela paixão vulcânica que nutro por ti.

         Juro-te que se entregares todo o teu ser ao meu amor, te cultuarei como a musa perfeita, serás para o homem apaixonado que eu sou, a minha deusa e sacerdotisa.  Derramarei aos teus pés a minha anima liquefeita pelo calor de um querer passional irremediável.

         Oh, mulher, te cobrirei com o manto de fios de ouro do meu sentimento exacerbadamente romântico, tocarei em tua homenagem, em um alaúde secular as baladas lindas e antigas de amor que ficaram perdidas no rumorejar do tempo.  

         Escreverei em tua honra nas areias de praias virgens e selvagens, poemas inspirados a minha mente pelo sagrado deus do amar, o próprio Eros.

       Amar-te é como ser curado definitivamente de uma febre letal e conseguir ser acolhido pela esperança no interior do seu luminoso palácio.         
 
-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: