quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Eu te conheço menina e mulher

         Eu te percebo menina, pois, já entrei em contato com a pureza da tua alma, no entanto, também te reconheço mulher, afinal, debaixo dos lençóis fizeste-me experimentar um céu de gozos transfigurantes.

         Corro ao teu encontro movido pela felicidade do espírito, ter-te em meus braços com a intenção de produzir em ti carícias intermináveis, é um dos mais nobres dogmas desta minha religião que se fundamenta simplesmente em amar-te cada vez mais.

         Meus afagos são acompanhados pelos beijos eloquentes da minha boca em cada pedacinho da tua pele, ela, que é tão macia quanto a mais pura seda árabe, ao beijá-la com fervor, também sinto o suntuoso perfume que se desprende de sua superfície cutânea.

         A tua boca ganhando a minha e as mãos que eu possuo; passeiam com desejo febril pela geometria divinal dos teus seios, barriga, coxas e curvas que tanto me enlouquecem, ao namora-te deste modo, permaneço dividido entre o êxtase e a realidade. 

         Neste ínterim, teus gemidos de prazer que chegam aos meus ouvidos, é apenas um anúncio da serpente vermelha do orgasmo que, mais tarde virá nos visitar com o objetivo de nos ferir, com a sua mordida que contém o veneno da plena satisfação sensual.

         Teus cabelos que são jogados para trás por ti, enquanto cavalgas com paixão montada em meu sexo que de tão ereto, quase parece se liquefazer em rios seminais de clamorosa luxúria, apenas, é uma imagem de um quadro que ao ganhar a visão dos meus olhos, me eleva ao Monte Olimpo dos deuses do amor supra-orgástico.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Nenhum comentário: