segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Entregue ao meu desejo

Quero-te entregue ao meu desejo que não conhece limites; um desejo que apenas tu consegue despertar em mim. Ah, mulher de estações diferentes; tão enigmática quanto a lua, a Senhora de todos os mistérios sagrados.

Deito-te no leito macio das nossas benfazejas libertinagens; nele, rendo-me também a tua extrema sensualidade, permito que transpires em cima de mim; teu suor e tuas doces loucuras.
                 
Experimento-te de todas as formas imagináveis, sempre querendo provar o máximo que tu possas me oferecer; de tuas mãos recaem sobre os meus sentidos, as delícias dignas de serem conhecidas pelo maior rei de toda a terra.

Os meus lábios buscam ardentemente nos teus, os beijos capazes de enlouquecer a minha alma sensual, apenas o toque da tua língua na minha, me leva a incendiar-me por inteiro.   A tua boca de vampira sedutora; consegue me dizer obscenidades tais, que, estas fazem o meu sangue rubro ferver dentro de mim.   

Oh, sacro e profano mistério do corpo e do espírito, ah, mulher desejável, aquela que traz em seu meio, a fonte piramidal invertida dos prazeres inefáveis, recebo em minha carne a tua unção suprema, que de tão deliciosa, me direciona a satisfação de deleite quase “impenetrável” dos deuses.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Nenhum comentário: