Google Translate

Negritude encantante

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015.
Senti o teu beijo ardoroso em minha boca, com isto fui dominado pelo teu espírito feminino, tive a sedosidade da tua pele indo de encontro a minha, ela então como se alegrando, sentiu-se toda arrepiada. Construíste sobre os alicerces do meu desejo o teu castelo de êxtases. Reinas agora soberana sob o meu coração, este está apaixonado por ti, oh, mulher dos meus quereres febris.

Tua negritude encanta-me a alma, a visão de tua pele escura faz-me querer-te absurdamente, tu me tornas poeta levando-me a versejar a paixão sensual que nutro por esta mulher bela que és.  Toco-te tendo a vontade de possuir-te sem medida, perseguindo o céu da excitação dos teus sentidos, tendo a intenção de fazer-te única em meus braços de semideus do amor.

Contemplo a luz lunar refletida em tua pele mulata, ah, mulher apaixonante que caminha em meio aos mistérios da lua, senhora da magia sagrada do útero, este que é o gerador da vida humana, portal para aqueles que se encarnam para cumprir com seu círculo cármico aqui na terra.  

Abre as tuas asas de anjo pleno de luxúria sobre todo o meu ser; junto ao calor que emana do teu seio, os deleites dos teus prazeres mais profundos penetram em meu âmago, neste instante, faço parte integrante da tua anima de mulher feiticeira, aquela que me mantém mergulhado no caldeirão encantante dos teus libidinosos sentimentos.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS  

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory