segunda-feira, 21 de março de 2016

De ti jorram vertigens sensuais

Idolatro-te imensamente, afinal, meu coração é água pura que jorra aos teus pés.  Meu corpo é atraído pelo magnetismo sexual do teu de forma tenaz, com certeza, oh, minha senhora, tu me é irresistível.

De ti jorram vertigens sensuais que me levam aos patamares mais elevados do prazer, por isto, amo-te de forma gratuita.  Trago-te junto a mim continuamente porque te considero como a minha maior felicidade, oh minha musa bendita, rainha de todas as luzes.

Quando adentro em teu palácio de delícias orgásticas é como se eu mergulhasse em um mar profundo de enormes alegrias, é como se eu estivesse enamorado pela mais formosa sereia do reino de Netuno.  Ganho em ti, oh, amor da minha vida, o céu prometido que o monoteísmo jamais me concederá.

De teu seio de mulher formosa recai sobre todo o meu ser a benção suprema do amor romântico e sensual que jamais acabará; beneficiado por tal benção, eu sou arrebatado em carne e espírito pelos teus êxtases licenciosos.

É do meio das tuas pernas é que brotam para o meu eterno regozijo as flores vermelhas dos meus incandescentes orgasmos.


- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: