quinta-feira, 17 de março de 2016

Espírito vampiro

 Chegando a noite, ela vem como senhora suprema das trevas.  Seus caninos afiados brilham em meio à escuridão, demonstrando a sua sede por sangue. 

Deusa vampira, tão antiga quanto as pirâmides do Egito, tão imortal quanto o próprio universo.  Seus passos são tão silenciosos quanto os do brando vento, e sua fome é tamanha, que seria capaz de ceifar nações inteiras.

Ser das sombras, tu foges da luz do sol tanto quanto o diabo fugiria da cruz.  Teu nome é belo, mas, o significado que traz com ele é horrendo.  Teus olhos rubros trazem consigo a chama furiosa da morte. 

Voando sob o céu lúgubre, morcegos negros te acompanham, estes te seguem meio que adivinhando quais serão os teus atos malignos nesta noite, que se desenrola lentamente.  

A lua cheia brilha no alto do firmamento, eis que este astro lunar parece repudiar as tuas más intenções; ela, que é outra deusa tão antiqüíssima como tu, conhece muito bem a maldade ardilosa que é provinda daqueles que fazem parte da tua espécie.

Oh, moradores das pequenas e velhas aldeias, pendurai nas paredes e portas de vossas casas ramalhetes de flores de alho, aspergis água benta nos dosséis das vossas camas, não vos esqueçais de portar em vossos pescoços crucifixos bentos; digo-vos isto porque a princesa das trevas de vossas moradas se aproxima, se assemelhando a uma praga devoradora das plantações do campo.

E não vos esqueçam, irmãos, de orar aos céus, para que logo amanheça, e isto para que o sol possa afastar para bem longe, para o interior do seu esquife negro, esta que é uma das mais tenebrosas discípulas do Conde Drácula.  

Quem sabe, amados, o destino não vos sorria, fazendo com que Van Helsing, o lendário caçador de vampiros, visite espontaneamente as vossas paragens, e possa com sua sabedoria e coragem conhecidas, vos livrar para sempre desta temível morta-viva?

Agora cai a chuva e o frio assola estes nossos vilarejos. Que ninguém ouse sair de casa esta noite, que o viajante adie para amanhã a sua viagem, esperemos que esta andarilha da escuridão, não tendo sorte em sua caçada por sangue, possa voltar para de onde veio, e, desta forma, permita que os nossos corações humanos mergulhem em total e completa paz.

   - ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Um comentário:

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Belo e bem escrito texto. Um lindo fim semana