Google Translate

O jogo do prazer

terça-feira, 29 de março de 2016.
Teu jogo consiste em um só objetivo, seduzir-me dos pés a cabeça, até conseguir fazer de mim um fantoche que serve aos teus desejos de mulher.  Pensas que me queixo ou acho isto ruim querida? Se pensas tal coisa, digo-te que te equivocas totalmente.

Dentro da minha mente, penso que tal intento teu me é maravilhoso, sim, estar em tuas mãos femininas e de fêmea decidida é uma delícia para a minha essência de macho.  Como descrever sem quase gozar a tua língua me lambendo por inteiro, ela, tomando do meu suor que se desprende da minha pele ante o calor que sinto por realizar este exercício sensual contigo?

Ah, esta tua boca vermelha e cheia de carne degustando o meu sabor salgado, transpirado pelo desejo por ti, também me é grandioso sentir as tuas mãos que possuem unhas pintadas em vermelho tateando o meu corpo de alto a baixo, chegando a meu sexo que volumoso e já apertado dentro da minha calça jeans, clama para que tu o libertes abrindo a minha braguilha, para logo desnudar-me tanto da minha calça quanto da minha cueca.  Apenas deste modo poderás contemplar toda a minha voluptuosa ereção, ela que é um sinal claro de quanto eu te quero meu amor.

Enlouquecido por este teu tocar desavergonhado, sou tomado pela febre de possuir-te como um garanhão o faria com a sua companheira, agarro-te com sede, mordisco-te a pele macia, chamo-te de nomes obscenos, falo-te palavras impronunciáveis.  Como tão bem fizestes comigo, eu te desnudo por completo, agora és minha, estás nua como a própria lua no alto dos céus.

Teus mamilos rijos e pontudos agora são somente meus, mamo-os ora com veemência, ora com suprema delicadeza, ao fazer isto contigo, levo-te a gemer horrores, eu te conduzo assim; a me proferir palavras ungidas da mais pura perversão.  Tocado profundamente por estas tuas expressões, penetro-te com meus dedos selvagens, giro-os com destreza dentro da tua gruta cárnea triangular, transporto-te desta feita ao reino escarlate da loucura sexual.

E eu mergulho contigo dentro deste misterioso e fascinante reino, onde neste instante apenas existem eu e ti.  Então, nossos corpos trêmulos ganham o nosso leito de sensações libidinosas, a minha impetuosa boca ganha o teu sexo molhado, usando de grande perícia, a minha língua adentra a tua racha vertical de sabor indescritível e consigo com tal ato; vislumbrar um universo pleno de deusas orgásticas.

              Deixando-te de gatinhas, monto com o meu corpo suado o teu, e invado-te como Ulisses invadiu um dia a Troia; transpasso-te com a lâmina afiada da minha espada fálica e urrando feito um leão ensandecido, derramo sob o abismo do teu útero, um tsunami intenso de violentos orgasmos.  
                                          
                                             - ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory