Google Translate

Eu habito nos palácios benditos do teu feminismo

quinta-feira, 28 de abril de 2016.
           Com os meus olhos fechados, eu te enxergo além do espaço, do tempo e da própria poesia, com os meus olhos fechados dentro de uma sala escura, consigo tocar-te naquele canto mais profundo da tua alma.
      
Andando ao teu lado, vislumbro anjos guerreiros prontos a te protegerem, eu mesmo sou um vassalo ao teu serviço, tu sabes que apenas a teu favor, e, de uma forma cega, trabalha a minha espada.   

Tua visão enobrece o meu espírito e mexe com o meu juízo, apenas sob o poder do teu toque se amansam as forças tempestuosas existentes em meu interior.  Então me torno calmaria e razão e o equilíbrio perfeito entre a luz e as trevas.

De tua boca profana, saem para acalentar o meu coração as canções mais sagradas que existem, os hinos de louvores aos deuses antigos, aqueles que foram esquecidos mediante a cegueira dos homens, estes que um dia resolveram negar o politeísmo que sempre existiu dentro da sua espiritualidade humana.  Então, tais homens salgaram a terra com o sal infrutífero do seu monoteísmo.

De teus seios brancos, macios e fartos, me jorram o leite da vida e da graça, abençoada a minha boca se torna ao conseguir beber dele.  E as tuas mãos de mulher me fortalecem porque elas me vestem com as tuas armas sacras e benditas, oh, filha da divina Athena, e me faço então um cavalheiro revestido com a tua armadura de luz; sendo assim, meus inimigos soçobram ante o pisar dos meus pés.

Eu habito nos palácios benditos do teu feminismo e teu útero se constitui para mim as tábuas da lei que devo seguir; leis que foram gravadas nelas pela vontade imperscrutável da antiga e grande Deusa-Mãe. Gaia me fez nascer da terra bem aventurada da tua carne e sangue, devo lembrar-me também que ela me fez crescer sob o amparo dos teus braços.

No seio misterioso e diviníssimo da mulher está a via luminosa que nos leva a vida eterna, além dela também ser aqui na terra a nossa Avalon perdida, desde o princípio é ela que se configura como o Santo Graal buscado com tanta devoção pelos piedosos cavalheiros medievais.

Em tua nudez manifesta aos meus olhos estupefatos, me é revelado à encarnação da beleza perfeita.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

1 Comentário:

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Interessantes e quentes palavras grande poeta. Uma bela e feliz manhã

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory