terça-feira, 24 de maio de 2016

Senhora da beleza perfeita

Meus olhos se fixam em ti, oh, minha luz de grande contentamento. Eis que o meu coração te pertence, és a atiradora de elite que o alvejou usando toda a tua perspicácia e sedução.

Olho para a tua beleza estonteante e eu quase não acredito que ela possa existir.  Nada em ti lembra a imperfeição das formas, muito ao contrário, tudo evoca a imagem de uma estética física perfeita.  Tu és a encarnação pura de uma belíssima deusa do Olimpo.

Agora guardando em mim um espírito totalmente apaixonado, nestes dias em que eu me encontro; apenas desejo andar ao teu lado e experimentar das tuas carícias que são plenas de uma delícia ímpar.

Não nego que as minhas mãos anseiam tatear as formas sinuosas e provocantes do teu corpo, confesso-te que com o tatear delas eu almejo desvendar o segredo desta tua beleza sobre-humana.  E despido de qualquer vergonha que possa causar-me rubor, digo-te: oh, minha querida, meu coração faz com que eu sinta a vontade de mergulhar em ti; em tua essência de mulher formosíssima, de sereia de mil encantos, aquela que seria uma das filhas do próprio Zeus.

Meus sentimentos por ti lembram-me um rebanho de ovelhas que correm obedientes na direção do seu pastor, desta forma, estes me fazem correr juntamente consigo para onde tu estás; sendo quem és, oh, senhora dominadora da minh’alma.

Há tempos fui cativado pela doçura invencível do teu amor, então, me regozijo em ser teu prisioneiro, aquele que vive preso no interior da tua torre de fantasias e fetiches sensuais.

Do teu dulcíssimo seio jorram as águas do prazer e da vida abundantes, e eu homem feito, bebo delas saciando a minha eterna sede em experimentar o deleite de te amar e de ser amado por ti. Tu sabes que sob o altar do meu leito eu te invoco como a deusa-leoa dos prazeres intermináveis.

-ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Dedico esta prosa-poética a todas as minhas leitoras que me leem com profundo amor, dedicação assídua e, levadas pelo espírito sagrado da Deusa!  

Nenhum comentário: