quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Amor desejado

Teu amor eu desejo sempre para mim, sou menina-mulher que possui um coração que bate de forma rítmica por ti, senhor dos meus desejos proibidos. Todo o meu corpo delicado pulsa de pura paixão por este homem que tu sempre foste. A senda do meu destino final é formada pelos teus beijos e abraços calientes.

Nosso amor está escrito nas estrelas e os nossos atos de prazer sensual estão tatuados no quente magma dos vulcões em plena atividade eruptiva. Meu corpo desnudo eu o fiz objeto obvio do teu prazer de macho fascinado pela sua perfeita beleza estética.

Não gosto da sombra gélida da solidão, por isto, eu te busco febrilmente debaixo da quentura dos nossos lençóis brancos, arremeto a flecha do meu corpo contra o alvo do teu, sem considerar as possíveis conseqüências de tal atitude. Ser ferida docemente pelo teu toque de amante apaixonado me extasia, conduzindo-me a um céu de sensações báquicas.

Cercada pelas paredes do quarto vermelho dos nossos coitos cheios de puro deleite, eu não tenho para onde fugir, apenas quero e devo me entregar aos devaneios das tuas luxúrias que me enlouquecem até o âmago do meu útero.

Adoro ser atormentada pelos teus beijos, mordiscadelas, tapas, palavras de amor impregnadas de uma essência puramente obscena, além, das tuas felações devassas que me devassam o corpo e incendeiam a alma.  

Digo-te que quase alcanço ao maior pináculo de uma experiência orgástica que uma mulher pode conseguir chegar, quando sinto em minhas narinas dilatadas pela excitação carnal, o teu cheiro suado de dominador obsessivo das minhas entranhas.

Às vezes quando me encontro só e apenas tenho a lua dependurada em um céu estrelado para conversar, chego a lhe confessar o inconfessável, sobre esta minha “PAIXÃO” fervescente que nutro por ti dentro do meu peito, ela que criou em meu âmago, um deliciante inferno de doçuras sensualíssimas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Nenhum comentário: