Google Translate

Anjo-mau

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017.
Não me venha falar de saudades, pois, a tua hipocrisia não me convence mais. Que teus lábios não me venham enunciar palavras de amor, isto porque este sentimento, tu certamente não o conheces.

Quem ama nunca abandona o ser amado, tua falsidade é um veneno que corre em tuas veias de serpente maldita, sim, mil vezes maldita certamente tu és! Que o machado vingativo dos deuses sagrados decepe a tua cabeça de ofídio fingido.

Tu não amas ninguém, nem a ti mesma, o que dizes em termos de amor é tão enganoso quanto os teus sentimentos. Tua alma é fonte de trevas densas e com elas eu não desejo mais me envolver! Teus beijos amargos, ah, eu me lembro, sempre marcaram a minha alma com ferimentos de morte!

Teu nome traz consigo o fel da total incompreensão, e eis que venho tomando-o dia após dia da minha vida, desde que te conheci! Sombrios foram os teus passos em minha direção quando do meu espírito te aproximastes.

Para ti agora, oh, mais perversa das mulheres, tenho apenas o fio afiado da minha espada, com ela desejo arrancar do teu peito, este teu coração de medusa diabólica que quase me petrificou, assim, faltou muito pouco para que eu ficasse eternamente inutilizado para a paixão romântica.

Uma vez, tendo arrancado do teu seio o órgão pulsante, eu o devorarei comendo da sua carne macia e bebendo do seu sangue fervescente.

Volte neste instante, moça, para a triste escuridão de onde um dia viestes!!!

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory