Google Translate

Fêmea tentadora

terça-feira, 7 de março de 2017.
Tu provocas em mim a manifestação da minha virilidade, expões teu corpo nu ante as retinas dos meus olhos surpresos, jogando-te em cima do sofá totalmente despida de tuas vestes. Com esta atitude cínica desencadeia em meu interior uma furiosa tempestade de hormônios.

Depois de lançar-me um sorriso sarcástico, tu te viras de costas, mostrando-me a visão sensualmente absurda das tuas enormes e firmes nádegas, a contemplação desta cena simplesmente divinal faz com que o meu coração bata de forma acelerada dentro do meu peito, e este por sua vez, bombeia rapidamente o sangue pelas minhas veias, fazendo-o correr em direção do meu falo, preenchendo-o completamente, tornando-o ereto e duro semelhantemente a uma barra de ferro!

Sendo esta mulher desavergonhada, tu despertas o desejo sensual que habita em meu interior, é como se um leão se erguesse das minhas entranhas! Então, não suportando mais esta espécie de provocação, atiro-me na direção do sofá, onde de bruços mesmo, começas a ser lambida por mim centímetro a centímetro em tua pele macia e alva.

Ao sentir-se tocada pelo calor enlouquecedor da minha língua, tu soltas gemidos de intenso prazer ao mesmo tempo em que contorces o teu corpo ondulando como uma serpente lasciva.

Sinto toda a minha ereção viril apertando-se contra o teu delicioso nadegueiro, este contato traz aos meus sentidos uma sensação de um prazer inenarrável. Por conta disto, imito-te, soltando através dos meus lábios, sons lascivos, que entregam a quem quiser ver, toda satisfação que sinto naquele instante.

Percebendo o quanto aquilo me delicia, começas a rebolar, fazendo com que a carne abundante e em movimento circular do teu glúteo estimule mais e mais o meu sexo babado e rijo! Pouco suportando as emoções que me visitam por meio desta nossa estimulante brincadeira libidinosa, eu começo a mordiscar as carnes de tuas costas, e, isto te leva a gemer mais alto ainda.

Desejando agora ver-te de frente, com um movimento só das minhas mãos firmes e fortes, viro-te tirando-te da posição de bruços para ficares face a face comigo! E como é bom olhar-te no fundo dos teus olhos cor de mel, é como se eu pudesse alcançar com os meus globos oculares o fundo da tua alma.

Não tem como os nossos lábios rubros, nesta circunstância, deixaram de se encontrar em um beijo febril, impulsionado pelo mais cruel e puro desejo. Da tua boca passo para os mamilos endurecidos de tuas voluptuosas mamas, sugo-os com extrema paixão, primeiro o direito e depois o esquerdo. Esta minha atitude te leva às raias da loucura, fazendo-te apertar as minhas costas com as tuas mãos, inspirando-te a pronunciar palavras de uma natureza obscenamente selvagem.

Teus olhos reviram-se dentro das suas órbitas, teu ritmo cardíaco é aumentado ganhando uma aceleração enorme! O suor já escorre abundantemente por tuas carnes, e, misturado às substâncias do teu deliciante perfume, criam um odor agradabilíssimo que, exalado no ar, ganha as minhas narinas, quase me conduzindo ao definitivo êxtase!

Querendo ganhar este carinho ardente proveniente do sugar e beijar da região inferior frontal do teu corpo, tu seguras a minha cabeça firmemente e a conduz devagarzinho primeiro a tua barriguinha, para que eu a oscule e mordisque bem levemente, e, depois, a direciona para a entrada da tua pirâmide egípcia de deleites impronunciáveis. Começo ali uma felação mostrando toda a minha fome pelas carnes molhadas do teu sexo depilado.

Dirigindo-me palavras que, em outras circunstâncias, me seriam ofensivas, mas, que na hora de se fazer amor, são completamente estimulantes no jogo sexual, tu me ordenas de forma imperiosa para que eu a continue sugando sem dó ou piedade, imprimindo em teu clitóris teso e nos grandes e pequenos lábios encharcados, impressões exacerbadamente prazerosas. 

Sentindo com tudo isto que eu te poderia levar ao gozo supremo dos sentidos de forma rápida, afasto a minha boca de tua rósea e triangular genitália, para puxar-te pelos quadris, e encaixar em tua abertura lubrificada o meu sexo volumoso, com a glande agora molhada, avantajada de um modo descomunal. O encaixe é perfeito, manifestando o encontro irretocável e necessário do yin com o yang.

Fustigo-te, possuindo-te com a fúria de um cavalo selvagem, estocando a tua sublime vagina com a força implacável da minha lança peniana, arrancando das profundezas de tua garganta, grunhidos, gemidos e gritos de uma lascividade de poder sísmico.

O movimento constante de entra e sai do meu pênis na tua racha vaginal, em alguns poucos minutos, levam-nos juntos, com a força da subida de uma montanha-russa, a um ORGASMO que contém em si delícias que a fala humana é incapaz de descrever!!!

Tendo as nossas forças mentais e físicas sido exauridas pelo exercício deste coito de essência desenfreada, quedamos exaustos um nos braços do outro, entregando-nos a um sono profundo e reparador!

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS

Através do amor e do sexo, o homem e a mulher alcançam o apogeu da alegria santa das DIVINDADES antigas e sagradas!!!

Revisão ortográfica e gramatical de Natanael Gomes de Alencar.

Comentários:

TEXTOS E CRÔNICAS DO ANJO DAS LETRAS. © Copyright 2007 - 2017 | Design By Gothic Darkness | Editado por Lizza Bathory