Google Translate

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

A tua nudez que não será castigada

Tua nudez não será castigada, mas, antes, apreciada por meus olhos fascinados, pois, eis que pouquíssimas vezes eles viram tanta beleza numa só mulher.  Tua nudez será elogiada sim pelos meus lábios líricos, que, inspirados pela visão dela, tentará escrever para enaltecê-la, os mais belos versos que possam existir.

Tua nudez, que possui em sua essência uma beleza lunar embevece-me a alma, levando-a a um êxtase de sensações, onde o caótico e o sublime se misturam, onde a luz e as trevas se coadunam, onde virgens virtuosas dançam com sátiros devassos.

A brancura do teu corpo nu dá a sua tez a aparência da mais fina e cara porcelana, e teus cabelos de fios negros, longos e soltos, ao contrastarem com a cor de tua pele, apenas deixam a tua beleza ímpar em total evidência. As auréolas rosa e perfeitamente redondas dos teus fartos e rígidos seios me são um irresistível convite para eu degustá-las, com o sugar sedento de minha boca acalorada. Teus lábios volumosos e estonteantemente vermelhos invocam a presença dos meus sobre eles, tocando-os, em um beijo onde o desejo e a paixão se fundem numa só substância.

Tuas ancas, em uma visão que me maravilha, se tornam uma armadilha inescapável para mim, porque o movimento sinuoso de suas curvas deixam a minha mente a sentir vertigens, enquanto incinera o meu corpo, no fogo da mais esplêndida excitação.  Gosto e muito é de sentir o teu cheiro delicioso de rainha egípcia, cheiro de flores silvestres, plantadas e colhidas nos jardins divinos de Ísis.

Meu maior divertimento, com certeza, é passear dentro de tua pirâmide invertida e rosada, tanto com a malícia dos meus dedos, quanto com a destreza de minha língua libertina! Neste passeio luxuriante, o que sinto em meu tato e paladar são delícias de sabores inacreditáveis, onde o salgado e o doce se alternam de forma mágica.

A formosura de tua nudez será, sem a menor sombra de dúvida, exaltada pelos sacros lábios dos anjos, pois nem eles estão acostumados a contemplar tamanha obra de arte, que foi criada pela amada Pachamama. Querer-te desta forma, e ser iluminado pelo farol diviníssimo de tua nudez alva, verdadeiramente me conforta!

Ter a tua nudez embarcada em meus braços é como levar encerrada em meu coração a própria primavera em todo o esplendor de sua magnificência!

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.

Leitura crítica e revisão textual de Natanael Gomes de Alencar.

Nenhum comentário: